Nesse canal você vai conhecer a história de super-heróis como você, que corajosamente enfrentaram e venceram muitas batalhas. Conheça-os e conte também sua história para inspirar outros amiguinhos!
Compartilhe
Tamanho da fonte

17 de junho de 2013
A descoberta da doença, aos 3 anos de idade
Enviado por Julia Miuki.

Foi num dia de jogo da Copa do Mundo de 2010 que a pequena Julia Miuki, então com quase quatro anos de idade, começou a apresentar os primeiros sintomas de uma doença grave: leucemia linfóide aguda (LLA). Naquele dia, sua mãe saiu mais cedo do trabalho e foi direto para a casa da avó, em Mogi das Cruzes, onde a menina estava - a família mora em Suzano. Mas, ao chegar lá, encontrou a filha queixando-se de dor para urinar.

A primeira providência foi levar Julia a um pronto-socorro da cidade, onde o médico pediu um exame de urina - que não acusou nada de errado - e receitou um antibiótico. Dispensada, a menina foi para casa com a mãe, mas à noite teve febre alta (40,6º) e acabou voltando ao pronto-socorro. Desta vez, foi atendida por uma médica, que a achou muito pálida e, por isso, pediu um hemograma. O resultado revelou a leucemia.

Do pronto-socorro Julia foi transferida para o Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo, também em Mogi das Cruzes. Lá conheceu o doutor Roberto Plaza, que decidiu interná-la no ITACI - onde também atende.

Foram 23 dias de internação, recebendo medicação, que colocaram sua medula em ordem. Porém, ao longo de seus três anos de tratamento no ITACI, Julia ainda passou por outras internações - cerca de dez ao todo, cada uma com 20 dias de duração em média -, por motivos variados, como a necessidade de curar infecções causadas por fungos e bactérias, por exemplo.

Além disso, Julia também fez tratamento com quimioterapia no ITACI. Sua última quimio foi em fevereiro de 2013 e, desde então, ela está curada - e feliz! Agora, aos 6 anos, a garotinha esperta e que gosta de cantar só precisa voltar ao hospital para consultas periódicas de acompanhamento.

Sua mãe, Tatiane Sato, de 28 anos, que acompanhou todo o tratamento ao lado da filha, também está muito feliz e agradecida. “Agradeço a Deus por ter colocado o ITACI em nossas vidas”, diz ela. “E agradeço ao ITACI e às pessoas que trabalham lá pelo carinho muito especial com que trataram minha filha. São todos maravilhosos!”, completa Tatiane





Rua Galeno de Almeida, 148 - Pinheiros - São Paulo - SP - CEP 05410-030 • Informações: (11) 2661-8962, 2661-8963 ou 2661-8968
© ITACI - Instituto de Tratamento do Câncer Infantil. Todos os direitos reservados.  Desenvolvimento FamilySites.com.br